Cadastre-se ou faça login     Youtube LinkedIn Twitter Facebook Instagram

Notícias > Brasil: o país dos raios

Publicado em 30/01/2014
Brasil: o país dos raios

*Por Mauro Banderali

O Brasil é o país que mais recebe descargas elétricas no mundo: mais de 50 milhões de descargas atmosféricas atingem o território brasileiro a cada ano, segundo dados do Grupo de Eletricidade Atmosférica (Elat). São mais de 5.700 raios a cada hora, número que faz centenas de vítimas anualmente. Dados confirmam que a cada 50 mortes por raio no mundo, uma acontece no Brasil. E este número pode aumentar, já que a incidência de raios cresceu em média 11% nas cidades com mais de 200 mil habitantes, nos últimos anos. Podemos concluir que tais dados revelam uma nova realidade climática brasileira.

Isso porque o aumento expressivo na incidência de raios dos grandes centros urbanos está sendo acompanhado pelo aumento das tempestades e catástrofes climáticas. As chamadas ilhas de calor, que se formam nessas regiões em função da ausência de cobertura vegetal e adensamento das mudanças antrópicas, causam maior incidência de radiação solar e menor disponibilidade de água em grandes extensões de área. Este quadro resulta em eventos de chuva, ventos e raios mais fortes, quando comparados com os registros locais passados.

Com o aumento da incidência das descargas elétricas, é necessário que os raios sejam monitorados com mais rigor, com a finalidade de evitar prejuízos de ordem econômica e social, como mortes e acidentes. É necessário realizar o monitoramento constante em tempo real da ocorrência dos raios em diversos tipos de empreendimentos, principalmente em áreas descampadas ou estruturas onde estão localizados equipamentos condutores de descargas elétricas.

Atualmente, a tecnologia pode antecipar, monitorar e até mesmo prevenir as descargas elétricas. Entre os equipamentos mais recomendados para este fim está o Storm Tracker, que detecta raios em tempo real, podendo visualizá-los em um raio de 300 quilômetros. O aparelho detecta se a descarga elétrica ocorrerá na área e alerta antecipadamente quais estão se formando ou se aproximando. Além disso, o Storm Tracker detecta o tipo de raio, se mais leve ou mais severo. Já o equipamento Boltek LD-250 disponibiliza um mapa de descargas atmosféricas em tempo real no próprio computador. Alguns milissegundos antes do raio, o detector irá emitir um som e o computador imediatamente mostrará o local da ocorrência. Com ele, é possível identificar a direção da descarga atmosférica e a distância do sinal de força recebido.

Os equipamentos podem ser utilizados em empresas, indústrias, clubes, grandes construções, condomínios e até mesmo em institutos de pesquisas científicas. A detecção previa dos raios permite a tomada de decisões como a interrupção dos trabalhos em um determinado local e até mesmo a evacuação de uma determinada área, promovendo uma maior segurança e evitando grandes danos.

*Mauro Banderali é especialista em instrumentação hidrometeorológica da empresa Ag Solve

Precisa de ajuda para escolher a melhor solução para sua aplicação?

Nossos especialistas podem ajudá-lo. Entre em contato.

Fale Conosco
WhatsApp