Cadastre-se ou faça login     Youtube LinkedIn Twitter Facebook Instagram

Notícias > Raios exigem cuidados durante as férias

Publicado em 16/01/2008
O verão é tempo de férias e de chuvas também. Nesse período do ano é necessário ficar atento com a ocorrência de raios durante as atividades de lazer fora de casa, como em campos de futebol, piscinas, clubes de campo e de golf. “O monitoramento de raios em locais de campo aberto, onde há presença constante de pessoas, como na prática do golf, por exemplo, é indispensável”, afirma o Supervisor do Departamento de Golf do Clube de Campo de São Paulo, Mário Yada, que acrescenta, “ainda mais nesta época do ano em que os sócios jogam mais e ficam até mais tarde, por conta do horário de verão. Além disso, a incidência de raios é bem maior”.
 
Pensando na segurança de todos, desde 2006 o clube possui o equipamento Boltek Storm Tracker da Ag Solve. Uma antena conectada ao computador, que permite a visualização da direção e localização da descarga atmosférica, sendo possível detectá-la num raio de até 480 km de distância, com registro dos dados em tempo real, no próprio mapa do local monitorado. O dispositivo tem dois alarmes embutidos: um que avisa sobre descargas próximas e outro que alerta sobre descargas severas, quando o número de descargas atmosféricas por minuto excede o limite presente. Segundo Yada, assim que o equipamento detecta perigo, a sirene do clube é acionada e todos os jogadores e sócios têm que retornar para a sede ou deslocarem-se para algum local coberto, como os quiosques no campo. “Os sócios gostaram muito quando souberam do equipamento, acharam uma medida muito boa”. Além disso, há uma circular interna que avisa sobre os perigos dos raios.
 
No caso do golf, os perigos são ainda maiores, pois os participantes além de estarem expostos numa área aberta, utilizam tacos que, em sua maioria, são feitos de metal – material com alto potencial para atrair as descargas atmosféricas. Mário Yada explica que o risco é tão grande que existe até uma regra no golf que permite ao jogador deixar o campo durante o jogo, se sentir que há eminência de raio.
 
O supervisor também conta que o detector da Ag Solve foi comprado depois que em uma área externa, na região, teve uma pessoa atingida por raio, e também a queda de várias árvores - 6 eucaliptos e 1 pinheiro – mesmo com pára-raios instalados. “Antes disso, nosso monitoramento era feito somente visualmente, agora, para evitar problemas maiores, além de visual ele é computadorizado, diário e constante”. E quando há queda de energia, soltamos rojão para alertar o pessoal”.

Precisa de ajuda para escolher a melhor solução para sua aplicação?

Nossos especialistas podem ajudá-lo. Entre em contato.

Fale Conosco