Cadastre-se ou faça login     Youtube LinkedIn Twitter Facebook Instagram

Notícias > Especial dia do Rio - 24 de novembro: Rios metropolitanos, poluição garantida

Publicado em 22/11/2011
Especial dia do Rio - 24 de novembro: Rios metropolitanos, poluição garantida

No dia do Rio, a Ag Solve destaca a má utilização dos rios metropolitanos e oferece sistemas e soluções para o monitoramento da qualidade dos recursos hídricos

 Não é novidade que os rios dos grandes centros brasileiros estão cada vez mais poluídos. Apesar de o país concentrar 12% da água potável do planeta, a má utilização dos recursos hídricos transformou a qualidade de 21% das águas do Brasil.  De acordo com dados do Relatório de Conjuntura dos Recursos Hídricos no Brasil - Informe 2011, realizado pela Agência Nacional de Águas (ANA), várias bacias estão comprometidas devido ao grande lançamento de esgotos urbanos domésticos sem tratamento adequado, especialmente nas regiões metropolitanas. 

O relatório lançado em julho de 2011, apontou que somente em 4% dos 1.747 pontos de monitoramento, a água foi considerada ótima. Em 71% dos pontos, a água foi considerada boa, em 16% regular, em 7% ruim e apenas 2% dos rios avaliados foram considerados péssimos. Segundo o diagnóstico, as categorias péssima ou ruim se encontram, em sua maioria, próximas a regiões metropolitanas como grandes capitais do país e cidades de médio porte, como Campinas (SP) e Juíz de Fora (MG).

Para colaborar no sentido de monitorar a qualidade das águas dos rios e reservatórios, algumas tecnologias já possibilitam um controle mais rígido dos parâmetros e da potabilidade dos recursos hídricos. É o caso da empresa Ag Solve, que oferece sistemas e soluções para este tipo de monitoramento.

A linha Aquaread da Ag Solve, sonda multiparamétrica que pode ser encontrada em 10 modelos diferentes e é voltada para o monitoramento da qualidade da água, portátil ou semi-permanente, é capaz de identificar mais de vinte parâmetros de qualidade da água, como: temperatura, turbidez, pressão atmosférica, oxigênio dissolvido mg/l, condutividade elétrica, entre muitos outros. 

Além disso, um novo sistema de monitoramento da qualidade da água por boias e telemetria que utilizará o Aquaread em boias ou piers, será lançado em 2012. Este conjunto permitirá às empresas, agências municipais, estaduais ou federais e secretarias de recursos hídricos, o monitoramento de águas subterrâneas com telemetria por satélite, GPRS, rádio ou multimodal. Pode ser facilmente instalado nos rios, lagos, baías e mares e em água doce ou salgada. Em breve, mais informações no site da Ag Solve – www.agsolve.com.br .

 

 

Precisa de ajuda para escolher a melhor solução para sua aplicação?

Nossos especialistas podem ajudá-lo. Entre em contato.

Fale Conosco
WhatsApp