Cadastre-se ou faça login     Youtube LinkedIn Twitter Facebook Instagram

Notícias > Qual a relação entre água e florestas?

Publicado em 15/07/2010
Qual a relação entre água e florestas?

                          

                                             ESPECIAL - DIA DA PROTEÇÃO ÀS FLORESTAS – 17 DE JUNHO

A hidrologia florestal explica como interagem estes dois elementos

 

Na natureza tudo está interligado. Com a água e as florestas também é assim. Inclusive existe uma Ciência: chama-se Hidrologia Florestal. Ela estuda e desenvolve manejos ambientais para microbacias hidrográficas, que estão totalmente ligadas aos demais aspectos do funcionamento de um ecossistema. As microbacias são bacias hidrográficas consideradas pequenas, mas com grande sensibilidade às chuvas intensas e ao uso do solo - por isso, a necessidade de um planejamento especial para a rede de drenagem. Ainda dentro do conceito de microbacia, há o ciclo hidrológico, que engloba a existência e a conservação da vegetação natural e das matas ciliares. As matas ciliares são responsáveis pela manutenção de áreas de paisagem dinâmicas, consideradas áreas ripárias e de importância ecológica, geomorfológica e hidrológica. Elas ajudam a manter o ritmo e o os níveis dos rios, protegem o solo situado nas margens e previnem inundações. É por conta de todos estes elos, que todo o conjunto precisa ser analisado em um estudo de Hidrologia Florestal.

 

Os estudos de Hidrologia Florestal envolvem o monitoramento e o aperfeiçoamento de indicadores hidrológicos, que servem como referência na obtenção de bons resultados em seu manejo. Para isso, “há a necessidade do uso de tecnologias ambientais, que possam mensurar os parâmetros a serem analisados e obter resultados precisos para o estudo de manejo de microbacias”, segundo o especialista em instrumentação ambiental da Ag Solve, Mauro Banderali. “Medidores de nível d´água, instrumentos de medição de vazão, monitoramento da qualidade da água, pluviômetros, estações meteorológicas, entres outros, são alguns dos equipamentos fundamentais para aplicação neste tipo de monitoramento”, explica Banderali.

 

O especialista ressalta ainda, que é de extrema importância a responsabilidade sobre a formação e implementação de programas e políticas para a gestão de manejo de microbacias nos municípios, o que cabe aos proprietários das terras, aos poderes públicos, políticos e administrativos. “Por isso, o investimento em tecnologias ambientais, com procedência idônea e confiabilidade de dados são tão necessários nesse tipo de trabalho”, comenta Banderali.

 

Para saber mais sobre equipamentos que monitoram microbacias para trabalhos de manejo de florestas, basta acessar o site: www.agsolve.com.br

 

Atendimento à imprensa:

Daniela Mattiaso

daniela@artcomassessoria.com.br

Marlene Simarelli

marlene@artcomassessoria.com.br

Isabella Monteiro

isabella@artcomassessoria.com.br

 

ArtCom Assessoria de Comunicação

Telefone: (19) 3237-2099

Campinas – SP

 

Precisa de ajuda para escolher a melhor solução para sua aplicação?

Nossos especialistas podem ajudá-lo. Entre em contato.

Fale Conosco