Cadastre-se ou faça login     Youtube LinkedIn Twitter Facebook Instagram

Notícias > Final de ano ecológico

Publicado em 22/10/2007

Cresce a demanda por brindes ecológicos graças à conscientização de empresários

 

Uma nova prática para mobilizar funcionários, parceiros e clientes em prol do meio ambiente, adotada por vários empresários, é o uso de materiais de escritório e a distribuição de brindes promocionais ecológicos. Tanto no final do ano, como durante o ano todo, empresas especializadas nesses artigos são procuradas.

 

Segundo a responsável pelo departamento de comunicação e marketing corporativo de uma dessas empresas, Marisol Blest, do Grupo ECO, “a procura por brindes e presentes sustentáveis aumenta gradativamente todos os anos. Isso acontece, principalmente, por conta da adaptação que as empresas estão fazendo em sua filosofia e em suas atividades, com o intuito de tornarem-se ambientalmente corretas. Como os brindes e presentes corporativos transmitem a imagem e a mensagem da empresa, muitas tomam o cuidado de aplicar o conceito da sustentabilidade nas pequenas atitudes também”, afirma ela.

 

Para o diretor da Ecopartners, Marcelo Brait, a utilização de produtos ecológicos com o objetivo de divulgar uma marca ou um conceito, vai além de um bom negócio. "Trata-se de um verdadeiro exercício de cidadania, pois ajuda a reverter o quadro de devastação ambiental e de esgotamento dos recursos naturais do País, além de incentivar o estreitamento das relações entre o homem e a natureza", acredita ele.

PRODUTOS E MATERIAIS

A variedade de produtos ecologicamente corretos e ambientalmente sustentáveis oferecidos pelas empresas vão desde os brindes com vida - espécies vegetais cultiváveis e sementes de espécies em extinção -, até itens fabricados com madeira ecológica, roupas e artigos de tecido natural.

 

Os materiais utilizados e o modo de produção são a grande questão-chave de todos os produtos. “Fazemos uso somente de matérias-primas naturais renováveis, obtidas de maneira sustentável ou por biotecnologia ‘não-transgênica’, além de reaproveitar e reciclar matérias-primas sintéticas por processos tecnológicos limpos, incentivando o desenvolvimento sustentável. Utilizamos apenas insumos ecologicamente corretos, como a madeira mdf, com certificado FSC, tecidos de juta natural ou algodão e toda personalização à laser, com baixo relevo. Não são usado corantes, tintas ou vernizes”, conta o diretor da Ecopartners. Marisol também explica que no Grupo ECO “todo o processo produtivo, desde a matéria-prima, até a e confecção das peças é sustentável, pois é utilizada mão-de-obra de agricultura familiar e de cooperativas, contribuindo para a geração de renda e desenvolvimento local”.

 

Entre os itens de maior procura no caso do Grupo ECO, estão os kits de Cerâmica da Serra da Capivara, a linha promocional de bolsas, bonés, sandálias e necessaires feitas com algodão colorido natural - sem tingimento químico. Já os "brindes vivos" para plantar, as embalagens fabricadas com madeiras ecologicamente corretas, sacolas e saquinhos fabricados com Juta Natural do Pará, são os artigos de maior destaque nas vendas da Ecopartners. De acordo com o diretor da empresa, a grande novidade para 2008 será o lançamento de uma linha de camisetas fabricadas com tecido proveniente de reciclagem de garrafas "PET".

BARREIRAS

Apesar da demanda pelos produtos já ter aumentado, Marisol explica que “ainda existem muitas vendas que não são concretizadas por causa do valor, que por causa de sua produção, acaba sendo um pouco superior dos brindes convencionais do mercado”. “As pessoas que estão à frente dos departamentos de marketing das grandes empresas ainda estão muito ligadas ao produto ‘high tech’, ou seja, importados Chineses baratos, que na verdade são profundamente ‘low tech’ não só pela qualidade em si, mas pelo tipo de mão de obra que é utilizada na fabricação desses produtos”, complementa Marcelo Brait.

 

 

INTERNACIONAL

 

O cenário internacional para a inserção dos produtos ecológicos é muito positivo, segundo Brait. “O Brasil é o país mais rico do mundo em matérias-primas naturais renováveis e com o lixo mais abundante e disponível do planeta (245 mil toneladas/dia), tem total condição de ser um verdadeiro celeiro de produtos ecológicos e reciclados, gerando emprego e levando cidadania a milhões de pessoas, tornando-se um modelo de sustentabilidade para outras nações. Mas nós ainda não trabalhamos com mercado internacional, apenas atendemos algumas empresas multinacionais que estão dentro do Brasil”, afirma ele. Já Marisol conta que o Grupo ECO vai passar a internacionalizar seus produtos a partir do ano que vem.

 

 

Links sobre os brindes ecológicos:

 

www.grupoeco.com.br

www.ecopartners.com.br

Precisa de ajuda para escolher a melhor solução para sua aplicação?

Nossos especialistas podem ajudá-lo. Entre em contato.

Fale Conosco