Cadastre-se ou faça login     Youtube LinkedIn Twitter Facebook Instagram

Notícias > Levelogger facilita monitoramento do Córrego Guaribinha, em Minas Gerais

Publicado em 12/02/2010
Levelogger facilita monitoramento do Córrego Guaribinha, em Minas Gerais

Com o objetivo de validar as autorizações concedidas pelo Instituto Mineiro de Gestão das Águas (IGAM), que condiciona o direito de uso dos recursos hídricos ao monitoramento diário das vazões dos cursos d’água, foram instaladas duas estações linimétricas automáticas providas de um transdutor de pressão (Leveloggers), em dois pontos da bacia do Córrego Guaribinha, nas Fazendas Palmeiras e Quatro Gerações, no interior do Estado de Minas Gerais.

 

As medições de níveis no córrego, necessárias neste tipo de trabalho, ficaram mais simples depois da instalação de postos fluviométricos com equipamentos automáticos, segundo Enrique Gual Amiguet, engenheiro agrícola responsável pela implantação do projeto nas fazendas. Ele conta que a leitura da medição de nível feita por um observador, com réguas linimétricas, de escala graduada, em madeira ou metal, aumenta a susceptibilidade da medição a erros. “A medição manual facilita que o observador possa cometer enganos na leitura, com erros grosseiros (resultantes de imperícia ou negligência do observador) e sistemáticos, que, em geral, provêm de mudanças casuais ou mal documentadas do zero da régua (SANTOS, et al 2001). Além disso, apresenta o inconveniente de fornecer apenas uma ou duas observações (em geral às 7 h e às 17 h), que podem não ser representativas da situação média diária, principalmente, para pequenas bacias hidrográficas”, explica ele.

 

Já, a operação com leituras automáticas, feitas por linígrafos com transdutor eletrônico de pressão, os conhecidos Leveloggers proporcionam um monitoramento automático de nível d’ água e temperatura, sendo ideal para monitoramento de tanques poços, piezômetro, rios, lagos, bacias, etc, registrando os dados com maior precisão. Enrique comenta que o equipamento tem alta qualidade. “Ele contêm um sensor tipo transdutor de pressão, sensor de temperatura, bateria de longa duração e coletor de dados, agregados em um invólucro único de aço inoxidável de pequeno diâmetro e selado de fabrica. Utiliza ainda uma interface por infravermelho na transferência de dados; é possível o uso de um simples fio de aço inoxidável para suspensão do instrumento em detrimento dos custosos cabos elétrico ventilados. Deste modo, o transdutor é isolado de interferências elétricas e o equipamento fica oculto evitando vandalismos. A bateria pode atingir uma vida útil de até cinco anos, dependendo do tipo de programação e está disponível em uma variedade de escalas”.

 

Veja, abaixo, um resumo das vantagens do equipamento:

 

·          Preciso, confiável e compacto.

·          Precisão 0,1% e estável em longo prazo

·          Não requer cabos elétricos ventilados

·          Totalmente oculto, evitando vandalismo

·          Fácil exportação para planilhas e bases de dados

·          Assistente de compensação barométrica

Precisa de ajuda para escolher a melhor solução para sua aplicação?

Nossos especialistas podem ajudá-lo. Entre em contato.

Fale Conosco