Cadastre-se ou faça login     Youtube LinkedIn Twitter Facebook Instagram

Notícias > A importância do uso de sondas multiparamétricas

Publicado em 12/02/2010

Por que e quando fazer uso das sondas multiparamétricas?

 

 

“O objetivo das sondas mutiparamétricas é realizar o monitoramento simultâneo de parâmetros indicadores da qualidade da água”, explica Maurrem Ramon Vieira, especialista em Recursos Hídricos da Superintendência de Gestão da Rede Hidrometeorológica (SGH), da Agência Nacional de Águas (ANA). A configuração do equipamento possibilita o monitoramento ao longo do tempo e em diferentes profundidades, armazenando os dados internamente ou enviando-os para  transmissão via telemetria.

 

Maurrem comenta que “as sondas multiparamétricas são instrumentos aplicados em situações específicas, como o monitoramento de longo período, objetivando identificar alterações cíclicas (diuturnas ou sazonais) de parâmetros de qualidade, associadas a processos que ocorrem no próprio corpo d’água (florações de algas tóxicas). Neste caso, as sondas fazem parte de redes de monitoramento de tendência. Ou, ainda, o monitoramento de longo período, objetivando identificar alterações instantâneas de duração restrita, relacionadas a acidentes ambientais ou lançamentos clandestinos envolvendo a contaminação dos corpos d’água. Neste caso, as sondas fazem parte de redes de monitoramento de alerta”, afirma ele. Em ambos os casos, segundo o especialista, as sondas devem estar conectadas a plataformas de coleta e transmissão de dados, de forma a permitir a tomada de decisão dos órgãos gestores. Outra atividade não exclusiva, mas realizada com maior facilidade pelas sondas multiparamétricas é a determinação dos perfis ao longo da profundidade dos parâmetros pH, condutividade, temperatura, clorofila ou cianobactéria e oxigênio dissolvido, muito utilizadas para determinação da estratificação térmica química e biológica em lagos e reservatórios.

 

Entre os principais parâmetros monitorados pelas sondas multiparâmetros são: pH, condutividade, temperatura, turbidez, clorofila ou cianobactérias e oxigênio dissolvido. Maurrem preparou uma lista explicativa sobre cada um deles. Veja o que são e o que indicam, no arquivo em PDF, clicando aqui

Precisa de ajuda para escolher a melhor solução para sua aplicação?

Nossos especialistas podem ajudá-lo. Entre em contato.

Fale Conosco