Cadastre-se ou faça login     Youtube LinkedIn Twitter Facebook Instagram

Notícias > Tecnologia PID garante segurança em ambientes confinados

Publicado em 18/01/2010

Espaços confinados são locais não projetados para ocupação contínua, com acessos limitados para entrada e saída, ventilação insuficiente para respiração ou dispersão de contaminantes perigosos. A necessidade de acessar e ocupar estes espaços, sem os equipamentos adequados, pode gerar condições inseguras no ambiente de trabalho. Uma atividade que, inclusive, é regulamentada por lei federal.

Um dos instrumentos utilizados para entrada em espaços confinados são os detectores de gases. “Porém, nem todos os equipamentos são iguais”, observa Mauro Banderali, Diretor Técnico da Ag Solve, empresa especializada em instrumentação para monitoramento ambiental.

Ela explica que ”detectores de gás que monitoram somente os quatro gases tradicionais: H2S, CO, O2 e LEL (vapores/explosividade), não garantem a segurança para acesso em determinados lugares, visto que alguns dos compostos podem inibir os alarmes de explosividade. Isto ocorre quando compostos de chumbo ou silicone; fosfatos; e compostos de enxofre estão presentes na atmosfera do monitoramento de gases”. Os sensores de explosividade (mais conhecidos como LEL) utilizam o processo de oxidação catalítica e, em razão da tecnologia empregada, podem ser saturados por elementos químicos presentes no ambiente. “Ou seja, a exposição em certos ambientes de espaço confinado podem danificar o sensor, mesmo se o contaminante estiver presente em pequenas quantidades”, diz Mauro.  Outro componente de vital importância no monitoramento de espaços confinados é definido como ‘Compostos Orgânicos Voláteis’ (VOC's - sigla em inglês). Os VOC`s, em sua maioria são bastante tóxicos, mesmo em baixas concentrações (ppm), e  trazem risco de explosão mesmo com registro de LEL abaixo de 10%. Os VOC`s estão presentes não só nos combustíveis, como gasolina, óleo diesel, fenóis, fosfina, querosene, brometo de metila, benzeno, etil-benzeno, tolueno, xileno, compostos aromáticos, hidrocarbonetos, entre outros como também em óleos, fluidos, tintas, solventes, plásticos, detergentes, resinas, adesivos, limpadores industriais, fluídos de transferência térmica e agrotóxicos. “Todos esses elementos são compostos industriais, que podem ser facilmente encontrados em ambientes de espaço confinado. Atualmente, a única tecnologia capaz de detectar os VOC´s e outros gases, que o sensor de LEL não detecta com segurança, é a dos detectores com PID”, explica Mauro. O sensor PID é um fotoionizador - lâmpada UV e receptores de íons - que consegue detectar os VOC`s e não apenas vapores de combustíveis. “Por isso, a importância do monitoramento de gases com a seleção correta do detector ou explosivímetro. A qualidade destes equipamentos também deve ser verificada.”, afirma Mauro.

A Ag Solve já dispõe de uma linha de monitores de gases com PID, que é considerada uma das mais renomadas e seguras existentes no mercado mundial. A linha é composta pelo EntryRae, indicado principalmente para espaços confinados e monitoramento ambiental de investigação e remediação, Este novo equipamento é totalmente configurável e possui sensores selecionáveis de oxigênio (O2), explosividade (LEL), monóxido de carbono (CO), gás sulfídrico (H2S), além do PID que mensura faixas até 999 ppm. É hoje utilizado em refinarias, processos químicos, instalações de água e esgoto, fabricação de semicondutores, limpeza de vagões e caminhões-tanque, produção de nylon e resina, entradas de esgoto, câmaras de entrada de cabos, estruturas subterrâneas e na agricultura. Para situações de emergências químicas, detecção de vazamentos de gases ou monitoramento de áreas com altas concentrações, o MiniRae 3000 é outro produto bastante procurado, por ter capacidades inigualáveis em tecnologias PID. Por fim, há ainda o UltraRae 3000 e o ppbRae 3000, equipamentos que são capazes de mensurar concentrações de VOCs e benzeno em concentrações apartir de 50 ppb para o UltraRae e de 1 ppb para o ppbRae.

Todos os produtos Rae Systems já são comercializados e calibrados pela Ag Solve. O MiniRae 3000 e o EntryRae estão disponíveis para locação. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (19) 3825-1991 ou pelo e-mail: vendas@agsolve.com.br

Precisa de ajuda para escolher a melhor solução para sua aplicação?

Nossos especialistas podem ajudá-lo. Entre em contato.

Fale Conosco