Cadastre-se ou faça login     Youtube LinkedIn Twitter Facebook Instagram

Notícias > Poluição de veículos é um dos grandes causadores de problemas de saúde nos centros urbanos

Publicado em 13/08/2009
Poluição de veículos é um dos grandes causadores de problemas de saúde nos centros urbanos

 | ESPECIAL - DIA DO COMBATE A POLUIÇÃO DO AR (14/08) |

 

Os veículos automotores são um dos principais causadores de poluição atmosférica em todo mundo. Suas emissões carregam diversas substâncias tóxicas que, em contato com o sistema respiratório, podem acarretar em diversos problemas para a saúde. Segundo informações da Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb), ligada à Secretaria do Meio Ambiente do Governo de São Paulo, “nas áreas metropolitanas, o problema da poluição do ar tem-se constituído numa das mais graves ameaças à qualidade de vida de seus habitantes”. O Estado de São Paulo é região do País que enfrenta a situação mais preocupante, pois abriga cerca de 40% da frota automotiva nacional”. Segundo os dados da Companhia de Processamento de Dados do Estado de São Paulo (Prodesp), a frota do Estado de São Paulo, em dezembro de 2007, era de, aproximadamente, 16,9 milhões de veículos.

 

O material particulado (poluentes) liberado pelos veículos fica suspenso na atmosfera e provoca mal estar, dor de cabeça, enjoo; problemas oftálmicos, gastrointestinais e cardiovasculares; doenças dermatológicas, pulmonares e infecciosas; alguns tipos de câncer,  além de afetar o sistema nervoso.

  

Uma forma de controlar e reduzir a emissão de particulados ou compostos gasosos na atmosfera, principalmente nas grandes capitais, é o monitoramento da qualidade do ar. De acordo com Mauro Banderali, diretor da Ag Solve, empresa especializada em monitoramento ambiental, o acompanhamento constante dos locais que concentram maior geração de poluentes possibilitam diagnosticar o problema e buscar medidas preventivas.

  

Segundo ele, o acompanhamento dos níveis de particulados, gases e sua dispersão na atmosfera pode ser feito por meio de estações meteorológicas, detectores de gases e amostradores de ar, que capturam e canalizam os particulados para sensores, determinando a carga existente na área monitorada.

 

O nível de poluição atmosférica é determinado pela quantificação das substâncias poluentes presentes no ar. O grupo de poluentes considerados como os indicadores mais abrangentes da qualidade do ar, segundo a Cetesb, é composto por monóxido de carbono, dióxido de enxofre, material particulado e ozônio, mais o dióxido de nitrogênio. A qualidade do ar está ligada a sua maior frequência de ocorrência e aos efeitos adversos que causa ao meio ambiente.

 

Para mais informações sobre monitoramento da qualidade do ar, acesse o site: www.agsolve.com.br

Siga a Ag Solve no Twitter

 

 

 Atendimento à imprensa:

 Daniela Mattiaso e Marlene Simarelli

daniela@artcomassessoria.com.br

marlene@artcomassessoria.com.br 

ArtCom Assessoria de Comunicação

Telefone: (19) 32372099

Campinas SP

Precisa de ajuda para escolher a melhor solução para sua aplicação?

Nossos especialistas podem ajudá-lo. Entre em contato.

Fale Conosco