Cadastre-se ou faça login     Youtube LinkedIn Twitter Facebook Instagram

Notícias > Monitoramento de VOC's: questão de segurança

Publicado em 14/04/2016
Monitoramento de VOC's: questão de segurança

Monitoramento ambiental com MiniRAE 3000 (Arquivo)

 

Os Compostos Orgânicos Voláteis (VOC’s), estão presentes em muitos produtos químicos considerados poluentes perigosos. Alguns deles, tóxicos e carcinogênicos, podem ser liberados por materiais sintéticos de produtos como solventes, vernizes, aditivos, combustíveis, plásticos e seus percursores.

Sua detecção pode ocorrer por meio de fotoionizadores (PID's) utilizados na caracterização e reconhecimento das substâncias presentes em uma área determinada para monitoramento.

As altas concentrações destes Compostos Orgânicos Voláteis geram preocupação por conta de sua fácil capacidade de reagir com outros poluentes na atmosfera baixa, formando o ozônio que, por sua vez, ao ter contato diretamente com o solo pode danificar plantações, afetar a saúde humana e, até mesmo, interferir na composição de determinados tipos de materiais, como, por exemplo: a borracha.

Além disso, eles se encaixam num grupo de poluentes chamado “Material Particulado”. Encontrado no portal da Cesteb através da seguinte definição: “(...) conjunto de poluentes constituídos de poeiras, fumaças e todo tipo de material sólido e líquido que se mantém suspenso na atmosfera por causa de seu pequeno tamanho.”, o grupo é um dos principais indicadores da qualidade do ar. Ademais, o artigo da Cesteb complementa: “As principais fontes de emissão de um particulado para a atmosfera são: veículos automotores, processos industriais, queima de biomassa, ressuspensão de poeira do solo, entre outros.” 

Métodos de Medição

Dúvidas frequentes surgem em relação à eficiência e às aplicações corretas de diferentes metodologias de detecção de gases, principalmente relacionadas aos Compostos Orgânicos Voláteis (VOC's). Para o monitoramento destes, destacam-se equipamentos com princípios de funcionamento por fotoionização (PID). “Os produtos da linha RAE Systems, uma das líderes globais em fornecimento de soluções em detecção de gases, possuem sistemas que permitem o monitoramento de ameaças à segurança em tempo real, de forma inteligente e simples. Sobretudo em sua linha PID, com sensores robustos combinados com a inovação wireless e compensação de umidade em padrões industriais, os equipamentos da RAE Systems são confiáveis e estáveis, assegurando qualidade no controle de processos do segmento de monitoramento ambiental.” comenta Mauro Banderali, especialista em instrumentação ambiental da Ag Solve.

Os detectores MiniRAE 3000 são utilizados em avaliações de gases envolvendo VOCs, sendo uma das tecnologias mais precisa quando tratamos do monitoramento deste tipo de composto. O método utilizado por ele é indicado por órgãos fiscalizadores como uma das tecnologias mais adequadas para a detecção de gases. Por exemplo, no Sistema de Licenciamento de Postos de Combustíveis (disponível no site www.cetesb.sp.gov.br), a Cetesb aprova a utilização desses métodos.

 

Investigação e Monitoramento

O equipamento MiniRAE 3000 pode ser utilizado na caracterização e reconhecimento das substâncias presentes na investigação da área determinada para o monitoramento. Embora, este equipamento não identifique quais as substâncias químicas presentes no local, ele indicará quais áreas que apresentam maiores concentrações em relação às demais, projetando, assim, as áreas de trabalho baseadas nos níveis de concentração detectados.

Com o conhecimento dos contaminantes disponíveis na área de investigação, o detector PID poderá avaliar o nível de exposição e com os resultados obtidos poderão fornecer uma concentração aproximada deles. Esta informação é extremamente essencial para a escolha do nível de proteção que deverá ser aplicado ao local.

 

Aplicabilidade

A detecção de VOCs de um MiniRAE 3000 é precisa desde baixas concentrações, até concentrações superiores a 10.000 ppm (partes por milhão).

Além disso, essa tecnologia pode utilizada em outras aplicações distintas, como:

  • Medição de linha de ar comprimido com finalidade ocupacional (ar respirável);

  • Indústrias de óleo e gás;

  • Avaliação de espaço confinado;

  • Monitoramento de vazamentos de gases e vapores;

  • Medição de contaminação e emissão de gases em solos;

  • Medidores de residuais de hidrocarbonetos e solventes clorados em poços subterrâneos.

 

Funcionamento

Por ser o detector com maior range da linha PID da RAE Systems, o MiniRAE 3000, se destaca entre os demais equipamentos de investigação de gases, sendo o preferido e a escolha de grandes empresas do setor de monitoramento ambiental. Sua especificação de range pode variar de 0 a 15.000 ppm* com linearidade aprimorada, fazendo com que o equipamento leia das mais baixas concentrações de VOC até as mais altas. Além disto, sua tecnologia não permite que as adversidades encontradas no ambiente interfiram no valor de suas medições.

Abaixo, seguem alguns vídeos que demonstram a confiabilidade do equipamento perante a qualquer adversidade proposta em campo:

Teste Umidade

Teste Linearidade

*Leitura até 15000 ppm com a integração de uma lâmpada de 10,6 eV

(Por: Andressa Lemos)

Precisa de ajuda para escolher a melhor solução para sua aplicação?

Nossos especialistas podem ajudá-lo. Entre em contato.

Fale Conosco